Desemprego bate níveis recordes no Brasil

O Brasil atingiu seu maior patamar de desempregados da história, a taxa de desemprego bateu recorde em 2021, chegando à 14,8 milhões de brasileiros (14,7% da população). Segundo o IBGE as regiões Nordeste e Sudeste tiveram os maiores impactos com esse aumento. A reedição do auxilio emergencial em menor valor em 2021 combinados com a atuação insuficiente dos governos na proteção dos mais vulneráveis leva milhões de brasileiros à pobreza e à extrema miséria.


Com o aumento do desemprego assombrando a população, umas das alternativas de renda financeira são trabalhos informais. A taxa de informalidade a chegou a 39,5% da população, ou seja, 34 milhões de pessoas atuando na informalidade segundo PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra de Domicilio). Em Heliópolis Alberto Marques Ferreira, 55 anos é uma dessas pessoas,

“Antes da pandemia eu trabalhava de motorista em uma transportadora, mais a situação ficou muito difícil e fui mandado embora, então comecei a trabalhar com reciclagem”,

relata. O trabalho informal, muitas vezes não dá garantia de direitos ao trabalhador, como plano de saúde, pagamento de hora extra, fundo de garantia entre outros. Mas principalmente na periferia o trabalho informal vem se tornando uma alternativa para geração de renda e sobrevivência.

“Hoje estou conseguindo manter minha renda, graças à reciclagem, e ainda ajudar também no meio ambiente”, ressalta Alberto, que junto a sua esposa trabalham na garagem de sua casa em Heliópolis, em uma espécie de ponto de reciclagem, onde catadores vendem o material recolhido pelas ruas da comunidade e do entorno.


O DESEMPREGO TEM COR


Para Felipe Nascimento do Movimento Negro de Heliópolis e Região, “Mesmo com graduação a população preta não consegue inserção qualificada no mercado de trabalho, isso é fruto de um racismo estrutura que existe em nossa sociedade”. Pretos e pardos correspondem a 64% dos desempregados e 66% dos subutilizados, segundo o estudo “Desigualdades Sociais por Cor ou Raça”, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 2019.

Posts Em Destaque