Projetos da UNAS, utilizam hortas comunitárias para alimentação e aprendizagem das crianças

Promover espaços para cultivo de plantas dentro de projetos sociais, estimulam hábitos sustentáveis e trazem desenvolvimento humano e social para os atendidos. A UNAS em 2021, ampliou e fortaleceu o trabalho de hortas comunitárias com as crianças e adolescentes de seus projetos.


No Jardim Maristela, por exemplo, o Centro para Crianças e Adolescentes Georgina do Carmo, disponha de uma grande área externa, onde a equipe do projeto em parceria com a UBS local implantaram um espaço verde. Além do cultivo, as crianças e adolescentes do projeto aprenderam sobre a decomposição da matéria orgânica, o que serviu de base para a criação de um sistema de compostagem de folhas secas, cascas e outras partes não utilizadas de vegetais. Dessa forma, elas podem usar adubo natural na horta e diminuir a produção de lixo do CCA que vai para aterros sanitários.

“O envolvimento das crianças no cuidado e no cultivo do dia a dia é muito importante, através do contato com a horta, elas tiveram mais curiosidade para experimentar novos vegetais", relata Nicolão Beltrão, coordenador do projeto.

Essa melhora na relação dos atendidos com a comida foi bastante elogiada pelos pais e responsáveis, que estão sendo envolvidos nas atividades relacionadas à horta.


Outro exemplo deste trabalho é o CEI Francisco Batista, que em parceria com a UBS Água Funda, revitalizou toda a área verde do projeto, instalando um canteiro para cultivo de alface, couve e chuchu, que auxiliam na alimentação das crianças, mas também como uma ferramenta de aprendizado.


"O contato das crianças com a natureza traz benefícios físicos, mentais e emocionais. Aqui na creche o diálogo sobre alimentação saudável acontece na teoria e na prática, com a mão na terra. A criançada realiza o plantio e junto com as professoras realizam todos os cuidados das hortaliças, que são utilizados na alimentação do projeto e também como ferramenta de aprendizado sobre a importância do meio ambiente", diz Sandra Silva, Gestora do CEI Francisco Batista.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo