top of page
  • Escrito por Gustavo Pinto | Edição Douglas Cavalcante

Dia da Educação Infantil: UNAS realiza importante trabalho com 3 mil crianças

Autonomia, responsabilidade, solidariedade, o entendimento que cada projeto social é um centro de liderança e que tudo passa pela educação são princípios base do trabalho da UNAS na educação infantil


Hoje, 25 de Agosto é comemorado o Dia Nacional da Educação Infantil, a data se referência a importância do período, a educação infantil é muito importante para o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, o dia foi escolhido em homenagem à médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns, pois foi a data em que nasceu, ela dedicou sua vida ao trabalho assistencial para crianças. Aqui na UNAS o trabalho é intenso para com essas crianças, revelando diariamente que #TudoPassaPelaEducação desde muito cedo.


Os Centros de Educação Infantil são diferentes de creches, mesmo que a gente use a mesma nomenclatura há diferença. A creche vem de um momento muito importante onde as mulheres precisavam de um lugar para deixar as crianças para irem trabalhar, muitos desses lugares eram organizados pelas mães crecheiras, elas tinham um lugar de acolhimento e cuidado. Os CEIs são lugares de cuidados mas também de ensino, um ensinar freiriano que é muito alinhada com os problemas e necessidades locais e com o desenvolvimento da consciência crítica, com vivências e valores na prática, criando um indivíduo autônomo, livre e capaz de tomar decisões com criticidade e discernimento, tudo isso de forma lúdica com os pequenos. Durante muito tempo as mães crecheiras faziam esse papel sozinhas, a UNAS pensando não só no cuidado fez parcerias diretas com a Prefeitura da Cidade de São Paulo para conseguir efetivar os centros, totalizando hoje a administração de 17 CEIs - Centros de Educação Infantil em convênio com a Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo, impactando a vida de quase 3 mil crianças.


Os Centros Educacionais são fundamentais não só para o desenvolvimento das crianças, mas são equipamentos que ajudam as suas mães e pais, principalmente as mães solo que necessitam voltar ao mercado de trabalho muitas vezes antes do fim da licença por uma manutenção de sobrevivência. Solange Freire Cabral, de 36 anos é mãe da Júlia que é cuidada no CEI Vereador Francisco Batista nos contou que “A importância desse lugar pra mim é fundamental, me ajuda muito em tudo, a gente precisa trabalhar e resolver coisas, mas aqui no CEI é um lugar que eu confio muito”.

Diversos pais e mães têm um certo receio ao deixar o seu filho no projeto, muitas vezes a insegurança vem de um lugar desconhecido, principalmente se for em um contexto de pais de primeira viagem, a adaptação, o desmame são grandes desafios enfrentados por eles no período, mas é importante não deixar dúvidas que o ambiente é seguro e os profissionais, ao menos da UNAS, são qualificados para estarem no trabalho “Tenho dois filhos mais velhos e meu marido é muito reservado, por ele as crianças não estariam na creche e costumava achar que aqui era um lugar que pudesse acontecer alguma coisa, mas quando a gente chegou aqui a creche passou essa segurança pra gente, tanto é que meu outro filho eu transferi pra cá sem pensar duas vezes, o projeto é muito importante na minha vida, a estrutura é ótima, mas os funcionários em si me dão muita confiança, principalmente a gestora, aqui meus filhos se desenvolvem bastante e sou muito grata” revelou Solange ao contar sua experiência com a CEI.


A educação infantil é o primeiro lugar de contato com a escola, é uma primeira versão do que esses pequenos podem conhecer como sociedade, e os Centros têm esse lugar, de trabalhar os temas com o lúdico, trabalhando o brincar na sua essência Sheila Cristina Santos, Coordenadora Pedagógica do CEI Vereador detalhou que “Eu trabalho com uma equipe de professores comprometidos em oferecer a melhor educação possível para as crianças. Juntos, nós planejamos e executamos atividades pedagógicas que são adequadas para a faixa etária das crianças e que promovem o seu aprendizado e desenvolvimento. É em um CEI que as crianças aprendem a interagir com outras crianças, a respeitar os limites e a desenvolver as habilidades básicas necessárias para o aprendizado. Também é no CEI que as crianças começam a desenvolver sua identidade e a se preparar para a vida adulta”, o desenvolvimento do ser humano se inicia aqui, com as trocas da infância.

Os trabalhadores de CEIs são profissionais muito comprometidos com o que acontece no projeto, do operacional à gestão, dos professores aos coordenadores, dos cozinheiros aos enfermeiros, todos os presentes no local são educadores, todos estão como responsáveis dentro do que é desenvolvido diariamente. Muitos desses profissionais já tem um olhar apurado para com as crianças, o cotidiano as vezes é mais intenso dentro do projeto do que no seio familiar de onde a criança vem, algumas crianças passam mais tempo com os professores com que com a própria família, e não isso não é um problema, é uma ajuda, Mariana Cristina Nascimento, de 33 anos é mãe do Yohan destacou que “Foi através da creche que minha família descobriu o autismo da minha sobrinha, a Sandra (gestora do CEI Vereador) teve esse olhar amplo, minha sobrinha não socializava, não brincava, não comia, mas ela fez um relatório para minha irmã e descobrimos, eu sou muito grata, não é só sobre cumprir seu horário e ir embora, é sobre ter um olhar amplo para criança” casos como esse acontecem diariamente, um pedagogo não pode laudar uma criança, mas com observação pode identificar atrasos no desenvolvimento.

Temos hoje aqui equipes competentes e muito preocupadas em construir, aprender e dialogar sempre sobre a educação infantil, as crianças de hoje são diferentes das de cinco anos atrás, hoje elas já estão com a tela do celular na mão e isso é um desafio, aliás o brincar precisa ser relembrado, aliás é um direito da criança. A UNAS em seu trabalho acredita no desenvolvimento integral de cada uma delas, respeitando e incentivando sua autonomia e tendo como princípio norteador que tudo passa pela educação. Claudia Cruz Soares, de 50 anos, é pedagoga de formação nos contou que “Os princípios do bairro educador são o diferencial das creches da UNAS, Tudo Passa pela Educação, a criança como centro de liderança, de ser um bairro solidário cotidianamente, é uma potência por conta desses valores, mas eles para serem efetivos precisam ser vivenciados, acho que essa é a grande máxima do trabalho realizado nesses Centros, buscar ser um bairro que pensa e que transforma as crianças em lideranças, é sobre elas (as crianças) poderem ter autonomia e tomada de decisões em suas escolhas”

Claudia vem compor um trabalho muito bonito nos CEIs da UNAS, acompanhada de uma equipe formada por três pedagogas, elas tem o objetivo de contribuir com tudo que já é feito na educação infantil, para que esse projeto político pedagógico seja sempre efetivo, o grupo além de fazer um acompanhamento de processos junto as nossas CEIs, vem para criar formações, aproximar as famílias e fomentar tudo que há de novo em relação a essa educação freiriana, como já mencionado acima. Os Centros de Educação Infantil são um direito, hoje após uma inscrição no sistema de vagas da Prefeitura de São Paulo os responsáveis esperam no máximo duas semanas para conseguir uma vaga na região de Heliópolis, vaga essa que garante o desenvolvimento integral do seu filho, que incentiva a sua autonomia, com alimentação saudável e um espaço seguro. Se você é mãe ou pai com um filho em um de nossos CEIs nos conte aqui sua experiência, como esse projeto tão bonito e colorido tem te ajudado diariamente.

 

Clique Aqui e conheça saiba onde estão localizados nossos Centros de Educação Infantil



189 visualizações

Comments


Posts Recentes
Arquivo
bottom of page