Festival Helipa Music expressa Arte, Cultura e Cidadania na voz de crianças e adolescentes

O dia 22 de Outubro de 2022 foi um marco nas vidas de centenas de crianças e adolescentes que participaram do 12º Festival Helipa Music, o maior evento cultural feito por este público na favela. Depois de 2 anos com o festival sendo realizado de maneira remota por conta da pandemia da COV ID-19, as crianças finalmente puderam se encontrar mais uma vez para a concretização do trabalhos desenvolvidos nos CCA’s (Centros para Crianças e Adolescentes) administrados pela UNAS, cantando e ocupando o palco e os microfones com apresentações que tratam do seu cotidiano e o dia a dia de suas comunidades.

"Ver as crianças e adolescentes do CCA da UNAS se apresentando nos enche de orgulho e nos faz acreditar em um futuro melhor para nossa comunidade." conta Reginaldo Gonçalves, coordenador e organizador do Festival Helipa Music desde 2010.


Realizado pela primeira vez em 2010, a décima segunda edição do Festival trouxe ‘A Luta e a Resistência pelo novo Esperançar’ como tema norteador e foi o primeiro a ser realizado fora da Favela de Heliópolis, sendo o Jd. São Savério o palco desta edição.


A abertura do evento ficou por conta do Tambores de Aço Fundação CSN, atração de Volta Redonda (RJ), e o setlist repleto por clássicos dos Beatles, como Come Together e Let Be, o clima alegre e dançante abriu espaço para a apresentação dos onze CCA’s, que levantaram bandeiras como o combate a violência contra a mulher, a desigualdade social, imigrantes e refugiados, educação, direitos humanos, cultural e a importância do trabalho de base.

O CCA Plácido, gerido por Indianara Cristina, cantou o tema “Meu bairro tem história” enquanto ergueu a bandeira com um mapa destacando o território do Jd. São Savério. “A ideia da bandeira nasce de demonstrar que nossa quebrada existe.” explica a gestora. “Nossa favela pulsa arte, cultura e revolução”, diz Indianara.


A preparação das crianças e adolescentes para o Festival Helipa Music acontece durante todo o ano em suas atividades cotidianas, participando de todo processo desde criação da música, a elaboração da melodia, coreografias e apresentação teatral. “O objetivo é mostrar para o público que a quebrada não tem só violência, mas que tem muitos talentos.” diz Indianara, ao ressaltar a importância deste processo.


"Contrapor a imagem negativa e equivocada que a mídia passa das comunidades nas periferias, apresentando nosso território como potência através da arte, cultura e educação, representado através das músicas de cada apresentação." Finaliza Reginaldo.


Esta edição do Festival Helipa Music foi realizada pela UNAS e contou com a parceria do projeto Garoto Cidadão, da Fundação CSN, e do selo cultural Estrondo Beats e o apoio da E.E. Dr. Álvaro de Souza Lima.


Clique Aqui para ver todas as fotos

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo