UNAS e UFABC firmam parceria para produção de conhecimento periférico


Em 2020 a UNAS em parceria com Universidade Federal do ABC (UFABC), representada pela Prof.ª Suze Piza e pelo Prof.º Paulo Cesar da Costa Neves começaram a desenhar um projeto de extensão universitária para aproximar a universidade da favela de Heliópolis. O resultado foi o Projeto Produção e reprodução do conhecimento em Heliópolis: fortalecendo as bases de um Bairro Educador, cujas principais frentes de ação são: formação de educadoras e educadores e de lideranças comunitárias; produção e reprodução de memória; incentivo e intensificação da produção científica na comunidade; além de realização de atividades pontuais a partir das demandas do território. O projeto é financiado por emenda parlamentar do deputado federal Alexandre Padilha.

Uma das primeiras ações realizadas no escopo do projeto foram os Círculos de Leitura "bell hooks de mãos dadas com Paulo Freire". Essa ação foi realizada de forma online entre março e junho de 2021, devido à pandemia. Semanalmente, reunimos educadoras/es, assistentes sociais e interessados diversos de Heliópolis e região, a partir da leitura conjunta e dialogada da obra de bell hooks que tem como subtítulo uma obra de Paulo Freire: "Ensinando a transgredir: educação como prática da liberdade". Entendendo a própria prática da leitura como um ato de resistência, principalmente na dureza dos dias que vivemos, as ideias e conceitos dos pensadores foram pouco a pouco examinados e discutidos coletivamente, convidando a novos olhares, práticas e leituras de mundo que são como alimentos para a alma e para a prática de organização política que pensa, desenha e constrói mundos novos.


Do próprio círculo surgiu a proposta de um curso mais teórico que proporcionasse uma formação em economia e política. Assim, foi desenvolvido o curso de Economia Política em perspectiva popular visando municiar as pessoas participantes com recursos teóricos para a análise crítica das nossas relações cotidianas em uma sociedade capitalista. Nesse sentido, a proposta do curso tensionou duas frentes: de um lado, a compreensão do funcionamento do capital, e de outro, princípios orientadores para ações comunitárias que busquem alternativas à reprodução do capital em seus projetos, trabalhos e territórios. Este curso foi realizado de junho a setembro de 2021.


Parte dos professores da UFABC que integraram o projeto fazem parte do Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros (NEAB-UFABC). Foi esse grupo que conduziu o Curso Relações raciais, desigualdades e resistência negra no Brasil. Mais uma ação do projeto. O curso foi pensado para e com a comunidade de Heliópolis e elaborado em conjunto com as lideranças da UNAS e do Movimento Negro da região, com o objetivo de discutir a formação das relações raciais no Brasil, tomando, de modo específico, algumas expressões do racismo brasileiro, assim como as formas de enfrentamento construídas pelo ativismo antirracista. Estão previstas a realização de dois módulos. O curso, realizado de setembro a dezembro, foi um espaço importante para trocas ao promover discussões sobre racismo e identidade, desigualdade racial, luta antirracista, educação etc.


Outra ação desenvolvida no projeto é a Formação participante para enfrentamento às desigualdades de gênero em Heliópolis. Tal ação foi pensada conjuntamente com lideranças da UNAS e do Movimento de Mulheres e LGBTQIA+ de Heliópolis e região. Objetivando criar um espaço horizontal e de troca de saberes e reflexão/ação sobre as desigualdades de gênero e sexualidades junto aos trabalhadores e trabalhadoras da UNAS, o curso abordou temas como luta das mulheres e da população LGBTI de Heliópolis, conceitos do pensamento feminista, violências de gênero, conquistas históricas por direitos pelas mulheres e população LGBTI, estabelecendo interfaces dessas temáticas com o mundo do trabalho e da educação. O curso foi realizado entre setembro e dezembro de 2021.


Os trabalhos de formação continuada das educadoras e lideranças comunitárias foi concluído com o Ciclo e Leitura de Paulo Freire, iniciado em setembro e concluído em dezembro. Semana a semana, os encontros proporcionaram que todos revisitassem a obra do filósofo e educador que inspira o cotidiano do Bairro Educador de Heliópolis. Para fortalecer as atividades de formação foi criado um canal do projeto no YouTube onde estão parte significativa das aulas ministradas nos cursos e o podcast Boniteza e Educação com produção de episódios de podcasts sobre Paulo Freire, sua vida e obra.


Acesso Aqui o canal do projeto no Youtube


Acesse Aqui o Podcast - Boniteza e Educação


Os trabalhos de formação continuada de docentes e das lideranças comunitárias foi coordenado pela Prof.ª Suze Piza e pelo Prof.º Kaio Barbosa Laurentino. Participaram destas ações como professores e professoras dos cursos Regimeire Oliveira Maciel, Bruna Mendes Vasconcelos, Luciana Palharini, Marco Antonio Bueno, Claudia Regina Vieira, Wesley Adriano Dourado, Bruno Reikdal de Lima, além de convidadas e convidados.


Ao longo do ano e para a realização de um dos principais objetivos do projeto, foram realizadas diversas atividades coordenadas pelo Prof.º Paulo Neves em conjunto com o Observatório de Olho na Quebrada, que existe desde 2019. Inicialmente, foram selecionados seis estudantes da UFABC que moram em Heliópolis e região para integrar o Observatório, a fim de potencializar o trabalho que vinha sendo realizado. Com a finalidade de ampliar a gama de métodos e técnicas postas em prática pelas pesquisas do Observatório, foi iniciada uma formação englobando tanto metodologia quantitativa quanto qualitativa. Essa formação, realizada em conjunto por docentes da UFABC e pelos responsáveis pelo Observatório, deu ensejo à realização de uma pesquisa em andamento sobre a resistência à campanha de vacinação entre os jovens. Da mesma forma, está em fase de preparação um amplo projeto sobre a memória das lutas e da ocupação do território em Heliópolis. No âmbito no projeto de extensão, além do Prof.º Paulo Neves participou desta ação a Prof.ª Roberta Guimarães Peres.


Outra importante atividade de pesquisa foi o projeto Jovens Pesquisadores, que contou com 23 pesquisas sobre educação, ciência, memória e ação política no território. Realizado em parceria com o programa WASH do CNPq e coordenado por Marília De Santis, diretora da EMEF Luiz Gonzaga do Nascimento Jr - Gonzaguinha e Kaio Barbosa Laurentino, estudante da UFABC e estagiário do projeto, o grupo produziu pesquisas, participou de oficinas de formação em tecnologia da informação e comunicação e, junto a equipe WASH, replicou seus conhecimentos com alunos do Ensino Fundamental na EMEF Gonzaguinha. A equipe contou com pesquisadores da UNAS, alunos de Ensino Médio de escolas públicas da região de Heliópolis, professores da UFABC e alunos da UFABC, de graduação e de doutorado. O projeto foi finalizado em dezembro de 2021 com a realização do I Encontro de Jovens Pesquisadores de Heliópolis.

Além das atividades já previstas no projeto, iniciamos em setembro de 2021 uma de nossas ações mais importantes no território. O começo do projeto “Brigadas de alfabetização no território de Heliópolis”: o projeto consiste em articular todos os espaços educacionais de crianças, jovens e adultos e o Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA) para erradicar o analfabetismo em Heliópolis. O primeiro passo foi dado com a formação da primeira turma do curso de formação de alfabetizadoras/es que será concluído em 2022 e com os primeiros esboços para a efetivação das brigadas. O curso está sendo coordenado pela Prof.ª Claudia Regina Vieira e o projeto das brigadas por Suze Piza e Marília De Santis.

A UNAS sempre se preocupou com a memória do bairro e com a construção da identidade da comunidade e foi para dar vazão a esta prática que desde o início do projeto trabalhamos na organização do acervo coletado pelos trabalhadores e trabalhadoras da UNAS para criação do Museu de Heliópolis. A fase 1 do Museu Digital está pronta, como resultado do primeiro lote de catalogação. E vem muito pela frente. Esta ação é coordenada pelo historiador e professor da PUC-Campinas, Lindener Pareto, com apoio de Douglas Cavalcante, Beatriz Felix, Thiago Silva e da Frente Memórias UFABC-UNAS.


Acesse Aqui o Museu Heliópolis

Diversos eventos foram realizados com apoio da UFABC, dentre eles o 12º Seminário Heliópolis Bairro Educador, conversa com Jessé Souza, conversa com Leonardo Boff, lives com nossos professores e professoras. Além disso, houve participação de lideranças comunitárias de Heliópolis em diversas atividades da UFABC.

Diversas lideranças comunitárias participaram das ações do projeto. Além do apoio da diretoria executiva que viabilizou que as ações fossem realizadas, destacamos em especial Douglas Cavalcante na criação do Museu Digital de Heliópolis, Reginaldo José Gonçalves no apoio à criação dos grupos de pesquisa, Ângela Aparecida de São José Ferreira na operacionalização de diversas atividades, e Marília De Santis na gestão do projeto.


O projeto segue até 2023 e estamos sistematizando os primeiros resultados que serão publicados no início de 2022. Livros e cadernos de formação, já em fase de finalização, contarão essa história.

Posts Em Destaque