top of page
  • UNAS Heliópolis

Projeto para adolescentes une linguagens artísticas e mentoria profissional

O projeto sociocultural Garoto Cidadão é uma parceria da Fundação CSN com a UNAS Heliópolis e Região e tem como objetivo principal, proporcionar o desenvolvimento humano de crianças e adolescentes através das linguagens artísticas (música, teatro, dança, artes visuais, expressões da arte e cultura/cidadania). Há quatro anos essa parceria acontece dentro de 8 CCA's - Centros para Crianças e Adolescentes, administrados pela UNAS que atende crianças e adolescentes na faixa etária dos 6 anos até 14 anos e 11 meses. A atuação do Garoto Cidadão acontece através de oficinas ministradas por Arte-Educadores dentro desses projetos.

Com a preocupação na continuidade do atendimento depois dessa etapa, justamente pela escassez de políticas públicas direcionadas e pensadas para essa importante fase da juventude, que nasce o Projeto 14+ como um braço do Garoto Cidadão, estendendo essa faixa etária até os 18 anos de idade com atividades realizadas na sede do projeto aqui em Heliópolis. Cerca de 100 jovens são atendidos pelas propostas pedagógicas dentro das expressões artísticas incluindo também o trabalho com formações ligadas ao projeto de vida e mentorias profissionais com a intenção de incluir esses jovens no mercado de trabalho.


Para Ana Lúcia de Camargo, coordenadora do Projeto Garoto Cidadão aqui de Heliópolis, a implantação do projeto 14 Mais é algo que já estava no radar desde o começo da parceria e que agora se tornou uma grata realidade graças ao trabalho em conjunto entre CSN e UNAS. “Desde que o projeto Garoto Cidadão começou aqui na UNAS, nós temos falado da necessidade de atender esses jovens pela baixa oferta de vagas no programa Jovem Aprendiz e pela falta de projetos sociais voltados para esse público. Na Fundação CSN já existe esse formato de formação até os 18 anos em outros Estados, mas aqui em Heliópolis e na região aderimos o atendimento de acordo com a faixa etária dos CCA’s. Depois de alguns diálogos e resolvendo a questão do espaço para aplicar o projeto, conseguimos realizar a reforma das salas que fica no CCA Lagoa para darmos assim o inicio na execução do 14+. Estar nesse importante movimento de formação, dentro desses territórios periféricos, em uma sede totalmente preparada para receber os atendidos e saber que esses jovens estão tendo acesso à formação e oportunidade é com certeza uma grande vitória.”


O espaço conta com quatro salas para realização das atividades atendendo os inscritos em três oficinas por semana. Segundas e quartas os jovens participam de oficinas das linguagens artísticas e na sexta-feira são direcionados para uma oficina de escolha por identificação. Um destaque especial é o transporte oferecido para que os adolescentes que moram na região do Jardim São Savério, Parque Bristol, Favela do Boqueirão, Jardim Clímax e Água Funda possam se deslocar desses bairros para participarem das atividades aqui em Heliópolis. As vagas são ofertadas para ex-atendidos dos CCA’s e para jovens das comunidades que tenham interesse em dar seguimento nesse processo de formação, assim como optou o jovem Wellington Gabriel Trajano Mariano de 15 anos de idade e que participa do projeto. “Participo do CCA Plácido desde os sete anos de idade e ter a chance de continuar recebendo tanto conteúdo bacana, que eu sei que vai ser importante pro meu futuro, é algo incrível. É uma direção para outros caminhos da vida adulta, do emprego e de uma maior conscientização do que realmente queremos. Fazer parte dessa primeira turma é muito bom e crescer junto com esse projeto é ainda melhor. Tenho certeza que estou aprendendo muito com essa oportunidade junto com os meus colegas pelas mentorias. Estou muito feliz e agradecido pelo projeto 14 +.”

Além da continuação do trabalho com as linguagens artísticas, o projeto tem como missão acompanhar esses jovens no processo de chegada ao mercado de trabalho através de mentorias que são acompanhadas por profissionais voluntários da Fundação CSN e da própria CSN que acontece antes e depois dessa inserção profissional, para que eles possam chegar ao mercado de trabalho embasado por essa formação, criando uma ponte de contratação dentro do Grupo CSN e até mesmo para outras empresas parceiras. Para Indianara Baldini, gestora do CCA Plácido, o projeto 14 Mais tem um caráter muito especial por entender que essas oportunidades de formação estão dando continuidade a um trabalho realizado com crianças e adolescentes que participam dos CCA’s desde muito pequeno. “O 14+ é um projeto muito importante para a vida desses jovens que estão completando a idade para saída do CCA, mas também tem um impacto para família que se sente mais acolhida e segura sabendo que seu filho adolescente terá a continuidade do aprendizado das linguagens culturais, transformando seu pensamento enquanto cidadão de direitos, tendo a oportunidade de trocar experiências com outros jovens, potencializando suas qualidades e talentos que ambos possuem, despertando um verdadeiro esperançar para as periferias por que é através da cultura e dessas iniciativas que salvamos vidas dentro das comunidades. São muitos jovens que buscam uma oportunidade de mostrarem seus talentos e dons e receber a devolutiva deles de como esse processo está sendo fundamental na trajetória deles é muito gratificante.”


A construção do projeto passa por uma importante dedicação de um grupo de Arte-Educadores que já estão presentes no dia a dia dos CCA’s através da aplicação das diversas oficinas artísticas e que muitas vezes tornam-se referência dentro e fora do projeto, inspirando esses jovens nas possibilidades de encontrarem nas artes uma forma também de atuação profissional, formando esse jovem para uma busca de especialização e até na formação de público, humanizando e possibilitando um novo olhar para o mundo inclusive para o mundo do trabalho. A Educadora de Dança Soraia Bento Sá está desde o inicio do projeto Garoto Cidadão e destaca como a inclusão da cultura, principalmente da cultura afro brasileira é importante nas propostas pedagógicas para esses jovens. “Temos a dança como um processo de autoconhecimento, de entender o corpo como um lugar de enunciação artística, cultural e social, vivenciando muito as danças afro-brasileiras, danças populares, periféricas que estão englobadas nesse contexto de ancestralidade cultural. Encontramos nos educandos uma pré-disposição de vivenciar esses processos apresentados com muito diálogo e participação na construção desses processos. Dar continuidade nesse trabalho agora no 14 Mais, contribuindo nesse processo de tantas potencialidades artísticas é de grande importância por que é um outro passo quando eles chegam aqui nas oficinas com um maior aprofundamento na linguagem escolhida por eles, despertando o lado artístico cultural, mas também alcançando um maior entendimento de quem eles são e o que eles querem como vocação. Estamos vivenciando potências a partir de um vinculo tão natural e repleto de diálogo, atenção, escuta e trocas de conhecimentos entre educadores e educandos.”


As inscrições para o Projeto 14 + estão abertas para o segundo semestre de 202. clique aqui e inscreva-se

Dúvidas entre em contato pelo telefone (11) 94562-8200.
184 visualizações
Posts Recentes
Arquivo
bottom of page