top of page
  • Escrito por Wallace França | Editor Douglas Cavalcante

Emoção e Solidariedade marcam campanha da UNAS que presenteia 5 mil crianças e adolescentes

A alegria e a satisfação das milhares de crianças e adolescentes atendidas pela UNAS em Heliópolis e na região, recebendo suas sacolinhas e vale presentes, tornou-se uma garantia da importância de gestos concretos de solidariedade realizados com muito compromisso, despertando grandes sentimentos de partilha, alegria e união. Esse lindo gesto foi possível acontecer novamente através da campanha “Sacolinha Solidária: Felicidade não tem preço, tem solidariedade”, lançada em agosto e finalizada agora em dezembro.

 

Cerca de 5 mil crianças que participam dos projetos sociais da UNAS foram presenteadas, sendo entregues cerca de 4000 sacolinhas, contendo uma roupa completa e um brinquedo e cerca de 1000 vale presentes, dando aos adolescentes o benefício de escolher qual roupa comprar na loja parceira CAEDU. Foram três meses de divulgação, mobilização e principalmente de muito trabalho de sensibilização para que essa meta fosse novamente alcançada.



Esse ano a campanha ganhou uma nova leitura, justamente para que a mensagem e as doações pudessem acontecer antes mesmo da época dita como “natalina”, pois a arrecadação começou a partir de agosto, muito antes desse período pela necessidade do grande volume de doações. Com esse desafio, uma comissão interna foi criada para que cada etapa fosse estruturada com representantes de todos os segmentos, inclusive dos departamentos da UNAS, potencializando esse trabalho como nos conta Barbara Pinto, gestora do Departamento de Captação de Recursos.


“A entrega de um presente através da campanha Sacolinha Solidária, assim como nos anos anteriores, sempre será um grande desafio pela grande quantidade de crianças atendidas, mas essa missão sempre é assumida de maneira integral, entre todos os projetos da UNAS, onde todos nós somos convidados a participar de maneira organizada, sem deixar a solidariedade de lado, na busca de presentear a todos. Esse ano, o diferencial ficou por conta da comissão composta por dois integrantes de cada segmento e dos departamentos, onde a partir da avaliação do ano passado, conseguimos criar e alinhar um cronograma para que o objetivo fosse alcançado em sua totalidade. Muitas reuniões, divisão de tarefas, articulações com a comunidade e com tantas empresas, unindo tantas forças, marcou esse trabalho coletivo. O sentimento é de dever cumprido, gratidão e de muita emoção em ver no sorriso e no olhar das crianças.”



As pessoas tiveram a oportunidade de participar da campanha Sacolinha Solidária de duas formas diferentes, através da retirada da sacolinha com as informações da criança em um dos 31 projetos contemplados com a campanha ou através da doação em dinheiro que foi convertido em vale-presente no valor de cem reais cada para posterior troca por mercadorias da Loja CAEDU, como foi o caso do adolescente Erick Dias da Silva (15) que recebeu o vale presente e logo foi trocar na loja por itens da sua escolha. “Eu gostei muito de mais um ano poder ser presenteado e poder escolher o que eu queria comprar. Garanti o meu presente e também fiquei feliz por que minhas irmãs também participaram da campanha da Sacolinha Solidária deixando todo mundo feliz lá em casa. Fui super bem atendido na loja e me senti muito à vontade em trocar meu vale por um short e outros itens na loja. Muito obrigado a todos que ajudaram doando para essa campanha.”



Uma grande rede de articulação foi estruturada, envolvendo pessoas físicas, instituições, lojistas do território e empresas que somaram muito para que a campanha alcançasse o resultado esperado. Agradecemos ao Itaú que realizou a doação de 1000 sacolinhas, ao Instituto General Motors, a Faculdade São Camilo e seus alunos, a Endemol Shine, a Saint Gobain, os Correios e a todos, que juntos, comprometeram-se em transformar um período marcado pela desigualdade, onde muitos não podem participar da alegria de ser presenteado, em um gesto de doar e de levar a felicidade para tantas famílias que tiveram a chance de ter o final do ano impactado pela transformação a partir da solidariedade como nos conta emocionada, Michele Alves Nazário (41) mãe de cinco crianças. “A Sacolinha para mim e para minha filha é muito importante, por que eu sou uma mãe solteira e não tenho emprego, faço alguns bicos quando aparece. Então quando chega no final de ano o dinheiro é pouco né, porque só recebo o bolsa família e o que sobra eu compro umas misturas e o gás para dentro de casa. Essa sacolinha ajuda muito por que eles ficam muito felizes quando eles ganham. Só tenho que agradecer a UNAS e o CCA Plácido, eles ficam felizes e eu também fico mais ainda. Meus filhos vão passar o Natal bem vestidos, graças a pessoas boas e que gostam de ajudar. Eu só tenho que agradecer a todos.”



155 visualizações

Comments


Posts Recentes
Arquivo
bottom of page