top of page

Balanço 2022 | Ano de luta mas também de muitas realizações


O ano de 2022 foi um ano de lutas, de dar a cara a tapa e ir para as ruas para dar um olhar crítico às necessidades. Durante a pandemia foi notável o quanto a população do Brasil, principalmente das favelas, sofre com a falta de um governo efetivo com políticas públicas que englobam a todos. Foi um período difícil, mas a retomada é um grande ganho para quem mais precisa, a UNAS durante o ano de 2022 retomou suas atividades presenciais, após dois anos com parte de suas atividades remotas, um período que trouxe a tona diversos problemas que não eram vistos com tanta atenção pela maioria da sociedade, como a fome, a falta de moradia digna, a violência doméstica e a evasão escolar, entre tantos outros considerados adversidades da minoria.


A UNAS durante esse ano tornou a reivindicar os direitos de todos nas ruas, foi a volta da grande e aguardada 24º Caminhada pela Paz de Heliópolis, que busca uma comunidade sem violência e com direitos humanos garantidos em sua totalidade. No Jardim São Savério a caminhada chegou a 12º edição com muita garra e disposição. Ainda sob o olhar de denúncia das mazelas a organização também realizou três caminhadas contra a fome, essa que se mostrou ser um grito das minorias principalmente durante a pandemia, onde a UNAS teve um trabalho significativo sendo reconhecida como uma das maiores ONGs do Brasil.


Todo o trabalho realizado pela UNAS desde o seu início é fruto de reivindicações dos moradores, em 2022 o título de Bairro Educador fez jus ao seu propósito com eventos como o Seminário Heliópolis Bairro Educador e a Semana de Direitos Humanos, que trouxeram temas e discussões para entender a educação emancipatória, principalmente pensando na evasão escolar que bateu seu recorde durante o período de pandemia. Outros eventos que marcaram o ano foram o Helipa Music que incentivou artisticamente todos os jovens e adolescentes atendidos a olharem para o seu cotidiano e transformaram isso em música, teve também a Copa ECA, um evento esportivo de compartilhamento e confraternização dando luz aos artigos do Estatuto da Criança e Adolescente. Outras ações não menos importantes que aconteceram durante o ano foram a volta da Corrida e Caminhada de Heliópolis que contou com a participação de 300 corredores em oito categorias e o Arraiá da UNAS que mobilizou empreendedores locais e fez uma lista festa da cultura popular.

Diversas ações internas também foram realizadas como a reforma da quadra do CCA Heliópolis, onde acontecem uma séria de atividades e eventos para comunidade, O CEI Girassol ganhou um novo prédio e a ampliação no número de crianças atendidas, a criação do Museu Digital Heliópolis onde é possível acessar registros dos 50 anos de história, a inauguração do Centro de Educação Popular Dona Antônia que abriga três projetos importantes da comunidade e a implantação de 5 hortas comunitárias em projetos da região. Durante o ano tivemos também a parceria com a Cacau Show que reverberou na doação de 5 mil ovos de Páscoa para crianças da comunidade, além de cursos de chocolataria para empreendedoras locais com a Harold através da nossa Biblioteca Comunitária. Além do inédito curso de pós-graduação em Infâncias Periféricas construído em parceria com a UFABC - Universidade Federal do ABC, que buscar promover e incentivar a formação acadêmica na maior favela de São Paulo.


Neste ano eleitoral tivemos a participação dos jovens do Observatório De Olho na Quebrada para com a importância de um estado democrático e de exercer sua cidadania, com isso realizando a campanha "Bota Votar Quebrada", que ajudou jovens da comunidade a tirarem o primeiro titulo de eleitor e também um ato cultural Ra rua Capitão do Mato nomeado Capitão de Quem? Onde esses jovens puderam trazer uma visão para problemas sociais como o racismo estrutural e a perseguição as religiões de matrizes africanas. O trabalho do Observatório ganhou um novo parceiro a War Child, possibilitou o aumentando no número de pesquisadores à frente do projeto, de 12 para os atuais 24 jovens.


A luta de um estado democrático não findou aí, o Fórum Popular de Saúde da UNAS e os moradores de Heliópolis juntos reivindicaram à Secretaria Municipal de Saúde uma UPA 24h que foi prometida há cerca de três anos, toda a pressão e mobilização reverberaram no início das obras em Novembro deste ano.

Aumentando a sua atuação a partir da necessidade local, a UNAS inicio neste ano quatro novos projetos visando contribuir com o desenvolvimento integral da comunidade e o bem estar e as necessidades de quem precisa. Projetos esses que são: o MUDEM (Minas e Manos Desconstruindo o Machismo) que tem como objetivo formar jovens multiplicadores a fim de incidir politicamente na prevenção a violência contra mulheres e também na desconstrução da lógica machista e patriarcal da sociedade. O Educa Rádio que leva a ferramenta de educomunicação e fomenta a cultura e a cidadania com oficinas em escolas públicas. A Paz é o Caminho que contribui para a disseminação das práticas circulares e de cultura de paz como uma nova perspectiva de tomada de decisões e comunicação não violenta. E o Centro de Cidadania LGBTI da Zona Norte Luana Barbosa dos Reis, que começará a ser administrada pela UNAS em 2023.


Para finalizar o ano, a UNAS desenvolveu duas importantes campanhas, a primeira para realizar o mapeamento da demanda por atendimento em período integral para crianças com idade entre 4 e 6 anos, levantamento esse que já foi apresentado a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e está em fase de estudos pelo órgão. E a mais recente que mobilizou uma enorme rede de solidariedade e presenteou 5 mil crianças e adolescentes atendidas nos projetos sociais da organização com uma sacolinha de Natal, proporcionando um fim de ano com muito mais amor, carinho e esperança a milhares de crianças e suas famílias.


"Nada disso seria possível sem as pessoas, que no dia a dia estão na linha de frente de uma série de atividades e atendimentos que constroem a UNAS na sua excelência, e nada disso seria possível também sem o apoio de parceiros que acreditam e investem nesse trabalho", ressalta Cleide Alves Presidenta da UNAS.

"Nosso agradecimento à todos os doadores e doadoras que somaram forças para continuidade do nosso trabalho, e a minha gratidão aos parceiros institucionais: Prefeitura da Cidade de São Paulo, em especial as Secretarias de Educação. Assistência e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, aos Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente, as Leis de Incentivo á Cultura e ao Esporte, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, ActionAid Brasil, Kindernohilfe, Habitat para Humanidade, Instituto Coca-Cola Brasil, Fundação CSN, Open Society Foundations, Ford Foundation, Apeoesp, Companhia Siderúrgica Nacional, Grupo Protege, Alumia, Cushman & Wakefield e a Ambev, meu agradecimento também a nossos aliados: Insper, UFABC, FAAP, Instituto Acaia, Mesa Brasil SESC, Pró Vida e Pacto Pelas Cidades Justas e por fim quero agradecer o apoio do Deputado Federal Alexandre Padilha, Deputados Estaduais Professora Bebel e Emídio de Souza e dos vereadores Eduardo Suplicy e Daniel Annenberg", lembra Cleide, citando todos os parceiros, apoiadores e aliados da UNAS ao longo do ano.


Sobre 2023 e as expectativas para o novo ano, Cleide Alves, Presidenta da UNAS disse: “Não será um ano fácil, será preciso reconstruir muita coisa que foi destruída nos últimos anos pelo atual governo, temos importantes desafios a serem enfrentados na educação, nos direitos sociais, e muito mais. Mas há esperança em 2023, e nos manteremos juntos e juntas na construção de uma comunidade, uma cidade e um país melhor. Neste novo ano seguiremos denunciando as mazelas e continuaremos semeando nossa luta, enraizando nossos movimentos, a UNAS vai continuar aqui na luta pela garantia de direitos junto com todas e todos moradores de Heliópolis e região.”


Posts Em Destaque
Posts Recentes