Acúmulo de lixo e entulho por ruas e vielas de Heliópolis causam transtornos aos moradores

Na trajetória de lutas dos moradores e associações que compõem o território de Heliópolis, é inegável a grande busca pelo direito à coleta de lixo regular. Esse processo não foi ágil, porém foi importante quando finalmente foi estabelecido, proporcionando alcançar mais um espaço na garantia de direitos dos moradores da comunidade.


Infelizmente é recorrente os casos de reclamações por parte dos próprios moradores em relação ao alto índice de pontos irregulares de descarte de lixo e entulhos que são encontrados em Heliópolis. Esses pontos surgem em locais de difícil acesso para coleta que muitas vezes são calçadas e esquinas com um grande volume de passagem de pedestres, inclusive em frente de estabelecimentos comerciais e de escolas.

A coleta de lixo acontece em todo o território de Heliópolis. Cícera Rodrigues da Silva, 33 anos, moradora do território e mãe de quatro crianças, destaca que a coleta de lixo acontece regularmente, três vezes por semana (segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira), praticamente no mesmo horário. Para ela, a conscientização dos moradores é um importante caminho para redução do acúmulo de lixo represados nos diversos pontos da comunidade, inclusive no começo da viela onde mora.

“Não existe a falta da coleta de lixo aqui na rua. Eles passam nos dias corretos e não costumam se atrasar. Os próprios moradores jogam entulho onde não é correto descartar e isso acaba acumulando muito lixo. Alguns moradores não colocam o lixo nos dias corretos. Na minha casa os portões são gradeados e por isso não entra rato aqui, mas eu escuto os vizinhos reclamando de ratos e o excesso de insetos aqui nos corredores da nossa viela. Tenho quatro filhos e sinto que a quanto mais informação e cuidado em relação a coleta de lixo, maior será a redução desse excesso, diminuindo muito as alergias e problemas de saúde das crianças e dos moradores.”


Algumas ações de mobilização não acontecem por iniciativa do poder público. O empreendedor e morador Roberval Santana Souza (35), organizou outros empresários para inibir o ponto de descarte de entulho que começou no final do ano de 2021 em frente ao seu estabelecimento comercial. De pequenas sacolas de lixo, transformou-se em um local fixo de descarte em uma das principais vias de acesso de Heliópolis.

“Moro aqui na Estrada das Lágrimas onde também tenho minha loja. Começaram a deixar uma sacola e em pouco tempo o entulho tomou conta. Sofá, móveis velhos e muito entulho passou a ser descartados aqui na frente da loja. As pessoas já não conseguiam passar pela calçada, desviavam pelo meio da rua, causando muitos acidentes. Essa situação me incomodou profundamente. Os moradores reformam ou constroem e depois contratam pessoas para jogarem todo aquele lixo em qualquer lugar. A exemplo da ação que aconteceu em frente a EMEI Cidade do Sol, comecei a falar com os proprietários de lojas do entorno para juntos criarmos uma “barreira” com ferros para impedir a desova do lixo. Tirei as medidas, fiz o orçamento dos ferros e captei os valores para pagar os materiais. Esperei a limpeza e iniciei os trabalhos com a ajuda voluntária do Sr. Nelson, o que me motivou demais. Foram três dias entre perfurar, fixar as barras de ferro, pintar e colocar a placa. Esse processo não paralisou o descarte de imediato, porém a vigilância e a limpeza nos primeiros dias, conscientizaram de que aquele local não seria mais um ponto de lixo. Investimos cerca de setecentos reais, mas valeu muito a pena pelo resultado alcançado em conjunto.”


De acordo com informações da Subprefeitura do Ipiranga, a operação denominada “Cata Bagulho”, acontece uma vez por mês em cada rua do distrito (exceto nos domingos e feriados) com um calendário prévio onde o objetivo de coletar móveis e madeiras que devem ser deixados na porta da residência para retirada. A ação começa sempre às 7 horas da manhã. O calendário das próximas coletas já está definido nas seguintes datas: 11 de julho, 09 de agosto, 10 de setembro, 10 de outubro, 10 de novembro e 09 de dezembro.


Outra opção para a realização do descarte são os Eco Pontos da região. O mais próximo do Heliópolis é o Eco Ponto localizado na embaixo do viaduto da Rua Comandante Taylor, (Rua Comandante Taylor. Para maiores informações, clique aqui.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo