top of page
  • Escrito por Wallace França | Editor Douglas Cavalcante

CEI Mina reabre para atendimento às crianças após fechamento para reformas

Emoção e alegria marcam a reabertura da CEI Mina depois de um ano fechada para reforma estrutural


Hoje (05) a expectativa para o retorno das atividades depois do período de recesso de férias dos CEI’s – Centro Educacional Infantil é muito grande, onde crianças, famílias e toda equipe de professores, operacional e gestão, reiniciam suas atividades. Porém essa retomada tem um sentimento especial para o CEI Mina, que depois de um ano fechada para uma grande reforma estrutural, volta com o seu atendimento previsto para até 130 crianças, muitas delas como novas atendidas, mas também de crianças que estão retornando depois desse longo período que a creche esteve fechada como é o caso da pequena Cloe, que chegou com sua mãe e logo foi tomar o seu café, e mesmo com as mudanças físicas, pareceu reconhecer o espaço.



“Minha filha era aqui da CEI Mina e depois desse tempo fora, eu estava empolgada para ela voltar e senti também que ela ficou animada por que expliquei que ela voltaria para cá e senti essa empolgação, o que pode facilitar na adaptação dela aqui novamente.”, relata Bianca Teixeira de 20 anos.


Em julho de 2022 a Prefeitura de São Paulo realizou uma reforma no CEI Mina onde uma parede foi trocada para substituição devido ao desgaste. Na primeira chuva depois da reforma, foi constatado um grande desnível e uma infiltração, comprometendo a estrutura do telhado. Com a análise dos engenheiros da própria Prefeitura de São Paulo, em 14 março de 2023, foi necessário a interdição de todo o espaço. Nesse momento, todas as crianças foram transferidas para outras CEI’s pela impossibilidade do retorno até o final das obras o que pegou de surpresa a todos como nos conta Francilene Vieira (45), diretora da CEI Mina, que há 20 anos trabalha no mesmo equipamento.



“No mesmo dia que recebemos a notícia do fechamento da CEI Mina, já tínhamos um encontro com as famílias. Foi bem difícil por que como falar para todas aquelas famílias que a creche ficaria fechada sem a estimativa de quanto tempo isso iria durar foi uma grande tristeza. No momento do encontro, depois da notícia, muitos pais choraram tanto pelas crianças, mas também pelo carinho com toda a equipe, porém juntos buscamos seguir para o bem das crianças e pensando no futuro da creche.”



Todo esse processo das análises do real estado estrutural da creche, a realocação das crianças e das trabalhadoras do equipamento e toda logística que envolveu a retirada dos móveis e de todo material da CEI Mina, foi exaustiva e angustiante pela falta de perspectiva que no momento, abateu a todas as pessoas envolvidas, principalmente as crianças que de maneira inesperada, precisaram se readaptar em novos locais. Maura da Guia de Lima Rosa (42) mãe de 2 crianças Alice (11) que participa do CCA Mina e que quando pequena era da CEI Mina, e Valentina (3) que foi umas das atendidas que foi transferida por conta da reforma, recebeu com espanto e preocupação, a notícia do fechamento.



“Sinceramente eu fiquei muito mal com o fechamento da creche, realmente me desesperei e até chorei. A Valentina ficou quase uma semana sem ir para a creche. Fiquei mandando mensagem para diretora perguntando o que poderia fazer para essa situação mudar, ou até mesmo para sugerir que a equipe fosse junto com as nossas crianças. A etapa da nova adaptação, não vou mentir, foi difícil para ela. A locomoção, adaptação dela lá, não por conta da creche ou dos outros trabalhadores, foi mesmo pela mudança e por que gostamos muito da creche da Mina. Quando recebi a ligação da Fran, estava falando com Deus, pensando no início do ano e torcendo para que fosse possível retornar para lá. Foi quando recebi a notícia da chance de voltar. Fiquei muito feliz e contei para Valentina que ia voltar para lá. Até na van vou economizar 300 reais por que é creche da Mina fica bem perto da minha casa", conta Maura.



A reforma durou 11 meses e aconteceu de março de 2023 até janeiro de 2024. Muitas pessoas não sabem, mas a CEI Mina, foi a primeira creche da UNAS, o que traz sentimentos diversos em relação ao fechamento e agora com a reabertura. Pessoas como a própria diretora que atua desde do inicio da sua jornada na organização, o carinho e afeto pelas crianças e famílias atendidas, estende-se também para esse espaço que já atendeu milhares de crianças ao longo desses tantos anos e que agora reativa essa perspectiva de outros milhares de atendimentos que viram pela frente.



“É uma emoção muito grande. Eu costumo falar que cada pedacinho aqui me representam, a creche me representa. São 20 anos trabalhando no mesmo lugar, atuando em diversas frentes e claro que muitas coisas já passaram por aqui, assim como esse desafio do último ano, mas a expectativa de reabrir as portas, acolher novamente as crianças, as famílias e todos os trabalhadores novamente, é algo muito esperado e só tenho que agradecer a todos que juntos somaram forças para que esse dia voltasse a funcionar. A expectativa são as melhores, receber novamente famílias que acompanhamos por tantos anos e aquelas novas que vão contribuir muito para esse espaço, por que acredito e falo sempre que o projeto e famílias caminham juntos. Nova creche, novas pessoas, com a mesma essência do CEI Mina", destaca Francilene.



291 visualizações
Posts Recentes
Arquivo
bottom of page