Mulheres saem as ruas para denunciar caso de feminicídio em Heliópolis

December 13, 2018

 

Cerca de 120 mulheres saíram as ruas de Heliópolis em um Ato/Vígilia pela Vidas das Mulheres. A ação aconteceu nesta quarta-feira (12), em repudio a mais um caso de fiminicídio na comunidade, onde a jovem Anna Borges de 23 anos, foi brutalmente assassinada pelo Ex-namorado. Após 17 dias desaparecida a jovem foi encontrada morta e enterrada, o autor do crime cometeu suicídio.

Hayde Borges, mãe da jovem Anna aproveitou o ato para ressaltar; “A vida da minha filha foi ceifada por um amor doentio, e por um assassino covarde que se matou para não ter que lidar com o que havia feito. Eu não vou mais ter o direito de casar minha filha ou segurar um neto nos braços, recebi centenas de mensagens maldosas de outras mulheres falando que a Anna procurou isso, a Anna tinha apenas 23 anos e muito a viver. Mulheres precisamos estar mais unidas, uma com as outras. Gostaria que a história da Anna servisse para que outras mulheres rompam os ciclos de violência em seus relacionamentos".

 

 

"Nós do Movimento de Mulheres de Heliópolis e Região lamentamos profundamente a perda da vida de mais uma mulher, e expressamos nossos sinceros sentimentos aos familiares e amigos de Anna. Reiteramos nosso repúdio a todas as formas de violência que as mulheres têm sofrido, e tão principalmente as meninas, mulheres, idosas de nossa comunidade de Heliópolis, que se ergueu e nasceu com a luta e liderança feminina, e que hoje, apenas reproduz o cenário nacional em que a vida das mulheres se tornou tão banal, seguimos em luta e nenhuma a menos". Enfatizou Lídia Tavares – coordenadora do Movimento de Mulheres de Heliópolis e Região

Clique Aqui e veja todas as fotos do ato

 

Nota do Movimento de Mulheres de Heliópolis e Região

 

Os casos de violência contra a Mulher e feminicídios vem aumentando cada vez mais em nossa sociedade, e nas periferias os números são preocupantes, evidenciando o sentimento de ódio que parece estar impregnado nas pessoas, em especial em homens que acham que as Mulheres são sua propriedade e que devem ter dominação total sobre suas vidas e corpos.

 

Esse é o reflexo de uma sociedade machista, patriarcal, capitalista, fascista e preconceituosa, na qual se defende a todo momento que a Mulher tem que estar em submissão aos homens e ao estado, que querem definir que tipo de roupa que devemos vestir, como nos comportar, onde temos que estar, ou seja, o que podemos ou não fazer.

 

É necessário entender todo esse sistema implantado para acabar com a vida das Mulheres, para que possamos rompe-lo! Amiga não é normal levar tapas e puxões de cabelo do seu namorado, não é normal ele te proibir de vestir ou falar com alguém, não é normal seu marido te xingar e te obrigar a ter relações sexuais com ele sem a sua vontade...temos que parar de achar que a violência contra a Mulher é uma coisa normal!

 

É hora de nos levantarmos Pela Vida e Direitos das MULHERES!

Please reload

Posts Em Destaque

A UNAS é eleita a melhor ONG do Brasil na categoria Desenvolvimento Local

August 8, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo